Cimentos de Moçambique coloca Celso Correia em Conflito de Interesses

Aquando da tomada de posse do actual Governo liderado pelo Presidente da República, Filipe Jacin- to Nyusi, o Centro de Integridade Pública alertou sobre a eventualidade de virem a ocorrer situações de potenciais conflitos de interesse, atendendo que uma parte significativa dos membros da equipa de governação nomeados possuíam interesses empre- sariais espalhados por alguns sectores nevrálgicos da economia nacional que podiam colidir com o exercício das suas novas funções de natureza públi- ca.

Sete meses após a tomada de posse do novo executivo, alguns sinais preocupantes começam a surgir:

A Cimentos de Moçambique, uma empresa partici- pada pelo grupo Insitec SGPS, detida pelo ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural e tam- bém empresário, Celso Correia inaugurou no dia 21 de Setembro de 2015 um novo filtro que vai reduzir a emissão de poeira da fábrica da Matola para níveis recomendados pela lei ambiental. A substituição deste filtro é resultado da inspecção levada a cabo pelo Ministério do Ambiente no ano de 2014 e que culminou com a imposição de uma multa no valor de 5 milhões de Meticais e a obrigação de em 60 dias a empresa reverter a situação em que se encontrava.

Veja o artigo na íntegra