BEATRIZ BUCHILLI, DEMITA-SE!

520

Há Sinais Claros de Interferência da Procuradoria-Geral da República com a Finalidade de obstruir a justiça no caso das “dívidas ilegais”

A Procuradoria-Geral da República (PGR) acaba de demonstrar, de forma clara e inequívoca, a sua pretensão de obstruir a realização da justiça, no processo das chamadas “dívidas ocultas”.
Na semana finda, este órgão superior do Ministério Público moçambicano solicitou, junto das autoridades judiciárias sul-africanas, que Manuel Chang regresse a Moçambique, onde deverá, alegadamente, enfrentar a justiça moçambicana, sem transmitir quaisquer indícios de que estão em curso diligências sérias e credíveis com vista a viabilizar à busca da verdade material no referido processo, internamente.
Por isso, exige-se que a senhora Procuradora-Geral da República, Beatriz Buchilli, se demita, por ter demonstrado incapacidade para o exercício do cargo público de suma importância para o qual foi nomeada pelo poder político, do qual não consegue se mostrar equidistante, agindo a soldo do mesmo.