Processo de Liquidação do Nosso Banco: O que estará o Banco de Moçambique a esconder com a demissão irregular e inoportuna da primeira comissão liquidatária?

A demissão da primeira Comissão Liquidatária do Nosso Banco foi irregular e inoportuna, a comissão já havia recuperado maior parte dos activos para proceder com o pagamento aos credores,  a acção do Governador do Banco de Moçambique de demitir a comissão fez com que o processo de liquidação se alongasse por muito mais tempo para o desespero dos credores. Tendo em conta o tempo de vigência do contrato da nova comissão liderada por Irene Luzidia Maurício, faz agora pouco mais de um ano desde que a anterior comissão foi afastada sem evidências claras de avanços significativos no processo de liquidação do Nosso Banco, questiona-se que acções serão desencadeadas pelo BM:

Será que teremos a demissão de mais uma comissão ou haverá prorrogação do contrato?

Leia o texto na íntegra