UM OLHAR SOBRE A DECISÃO FINAL DE INVESTIMENTO DA ANADARKO E OS DESAFIOS DOS GANHOS PARA MOÇAMBIQUE

Numa cerimónia realizada a 18 de Junho de 2019, o consórcio liderado pela empresa norte americana Anadarko através da sua subsidiária Anadarko Moçambique Área 1, anunciou formalmente a Decisão Final de Investimento referente ao projecto da Área 1, GNL Golfinho Atum. Trata-se de um consórcio que, para além da Anadarko (26,5%), inclui os parceiros Mitsui E&P Mozambique Àrea 1 (20%), Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (15%), Bharat (10%), Oil India (10%), ONGC Videsh (10%) e PTTEP Mozambique Área 1 (8,5%).

O valor de investimento deste projecto (23 mil milhões de dólares) corresponde a quatro vezes o valor do investimento total da economia em 2017 (5,3 mil milhões de dólares) e, aproximadamente, o dobro do Produto Interno Bruto (PIB) do mesmo ano (13,4 mil milhões de dólares).

Porém, as expectativas que se criam em relação à decisão final de investimento anunciada pela Anadarko podem estar muito além do que, na realidade, o projecto poderá trazer em termos de benefícios para o país.

Leia o texto na íntegra