Anticorrupção - Transparência - Integridade

A extensão do prazo de gestão do Porto da Beira a favor da Cornelder Moçambique, coloca o ministro Carlos Mesquita numa clara situação de violação da Lei de Probidade Pública, concretamente no que tange as regras relacionadas com os conflitos de interesse. É que o referido ministro, como membro do Governo, ainda tomou parte na sessão em que tal medida foi aprovada, num caso em que os seus interesses individuais/empresariais colidiam com o interesse público.

Leia o texto na íntegra

Procurar

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e esteja a par do nosso trabalho.

* indicates required

Quem esta online

Temos 14 visitantes e Nenhum membro online

Intranet CIP

agir logo   danida logo   danida logo   danida logo   danida logo   ibp logo   norway logo  sdc logo  ukaid logo ukaid logo