Anticorrupção - Transparência - Integridade

Desde a descoberta da dívida da EMATUM, o Governo de Moçambique tem estado sob enorme pressão para não só clarificar os contornos desta dívida, em particular, como de outras que nos anos subsequentes foram descobertas, os casos da MAM e Proindicus.  Publicamente, por um lado, o Governo tem dito que tem activado mecanismos políticos e técnicos por forma a evitar que casos similares voltem a acontecer, mas, por outro lado, os documentos orçamentais mostram que se trata apenas de medidas ad hoc para resolver problemas de liquidez, muitas vezes à custa do endividamento interno. Com esta nota o CIP expõe outras medidas tomadas pelo Governo que não vão de encontro com as suas declarações em relação a medidas de mitigação. Esta nota chama ainda atenção sobre a necessidade de mais transparência na gestão da dívida pública pois há empréstimos contraídos sem a devida fundamentação. 

Veja o texto na integra

Procurar

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e esteja a par do nosso trabalho.

* indicates required

Quem esta online

Temos 26 visitantes e Nenhum membro online

Intranet CIP

agir logo  danida logo  ibp logo  nlands logo  norway logo  sdc logo  swe logo  ukaid logo