Anticorrupção - Transparência - Integridade

A empresa Aeroportos de Moçambique, Empresa Pública (ADM, E.P.), pelo tipo de actividades que exerce devia ser das empresas públicas mais lucrativas do país. No entanto, esta enferma do mal que assola a maior parte das empresas com intervenção do Estado, nomeadamente, acumulação de prejuízos e indícios de má gestão.

Os documentos financeiros da empresa (2012 a 2016) indicam que parte das suas receitas é em moeda estrangeira, contudo, estas não têm sido suficientes para cobrir os elevados custos de serviço da dívida, o que significa que as variações cambiais (especialmente em casos de depreciação, como ocorreu em 2016) têm um efeito altamente prejudicial sobre os resultados financeiros desta empresa.

É por isto que o CIP quer chamar a atenção da sociedade sobre este uso abusivo de fundos financeiros, num momento em que o sector fiscal já sofre de um endividamento assustador. É preciso reconhecer que Moçambique ainda não pode dar-se ao luxo de investimentos desta envergadura que implicam endividamento que só pode ser reembolsado por gerações futuras.

É hora de uma reforma da ADM, E.P. Os “elefantes brancos” vêem-se bonitos nas fotos mas só servem a elite e não aos Moçambicanos, em geral.

Leia o texto na íntegra

Procurar

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e esteja a par do nosso trabalho.

* indicates required

Quem esta online

Temos 19 visitantes e Nenhum membro online

Intranet CIP

agir logo  danida logo  ibp logo  nlands logo  norway logo  sdc logo  swe logo  ukaid logo ukaid logo