Anticorrupção - Transparência - Integridade

Alfredo Gamito referiu-se acerca do posicionamento da Comissão Central de Ética Pública (CCEP) que, segundo afirmou, não vê razões para a responsabilização do actual ministro dos Transportes e Comunicações (MTC), Carlos Mesquita, por ter incorrido na violação da Lei de Probidade Pública (LPP), referindo, como justificativa, que o acto por si celebrado em nome do Governo não causou danos patrimoniais ao Estado e o ministro fê-lo por falta de experiência.Há que repudiar a postura do porta-voz da CCEP, que deve ser imaculada, na medida em que no rol das competências do órgão não se refere que o mesmo deva fazer juízos de valor, mas produzir deliberações acerca da sua percepção no que tange ao envolvimento de servidores públicos em actos que possam configurar ou configurem conflito de interesses.

Leia o comunicado na íntegra 

Procurar

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e esteja a par do nosso trabalho.

* indicates required

Quem esta online

Temos 15 visitantes e Nenhum membro online

Intranet CIP

agir logo  danida logo  ibp logo  nlands logo  norway logo  sdc logo  swe logo  ukaid logo