Nos últimos 5 anos por cada cidadão foram gastos anualmente apenas 14USD na Saúde e 5USD em Água e saneamento

O acesso e a qualidade dos serviços de saúde são as principais demandas da população pois estes proporcionam diversos benefícios que impactam na qualidade de vida da população e na geração de rendimento interno.

A OMS sugere que os países deveriam gastar pelo menos 60 USD por habitante de modo a garantir que condições mínimas de saúde sejam providenciadas a população, entretanto ao longo dos últimos anos, o país tem gasto uma média de 15 USD por pessoa tendo chegado a atingir um mínimo de 12 USD devido a depreciação do metical ocorrida em 2016 e 2017.

No sector de água e saneamento a situação é agravada pelo facto do gasto por habitante não ultrapassar a fasquia dos 5 USD por pessoa num contexto em que apenas 40% da população das zonas rurais tem acesso a agua potável 29% tem acesso a serviços e a infra-estruturas de saneamento.

Leia o texto na íntegra